Abihpec

Cooperativas de catadores de materiais recicláveis de Telêmaco Borba e Apucarana (PR) recebem equipamentos do projeto “Dê a Mão para o Futuro”




Cerimônia em 23 DE MAIO marcou modernização de processos e iniciou a ampliação da produtividade da cooperativa e a reciclagem da cidade

A COCAP – Cooperativa Mista De Trabalho E Produção De Catadores E Separadores De Materiais Recicláveis De Apucarana (PR) e a COOPATB  – Cooperativa Ambiental de Telêmaco Borba (PR) receberam, na segunda-feira, dia 23 de maio de 2011, equipamentos essenciais para o aumento de produtividade na coleta seletiva dos municípios: uma fragmentadora de papel e um moinho para plástico 600 mm (COCAP) e uma prensa vertical de 18 toneladas, uma prensa horizontal de 25 toneladas, um elevador de carga e dois carrinhos para fardos (COOPATB).

As entregas aconteceram nos galpões das cooperativas:

COCAP- Travessa Palmeiras nº 111 – Vila São Francisco – Apucarana
COOPATB – Estrada Campinas dos Pupos, s/n – Distrito Industrial – Telêmaco Borba

Além de aumentar os lucros dos catadores cooperados, o maquinário, associado a outros mecanismos, é ideal para a gestão de resíduos sólidos urbanos, especialmente as embalagens pós-consumo. A maior facilidade e eficácia do trabalho transforma a atividade dos catadores de recicláveis em uma tarefa mais produtiva e auto-sustentável.

“A idéia é criar uma solução técnica, ambiental, econômica e socialmente apropriada para a gestão dos resíduos sólidos urbanos”, define Rose Hernandes – Diretora de Meio Ambiente da ABIHPEC.

Além desses, outros municípios já tiveram apoio do “Dê a Mão para o Futuro”, que prioriza as regiões de acordo com o número de habitantes, mobilização do sistema de coleta seletiva e existência de cooperativa ou associação de catadores. Algumas das metas do projeto são a capacitação operacional da equipe, aumento da renda média anual e do volume de recuperação de materiais recicláveis, dando destinação correta especialmente às embalagens pós-consumo.

A ação contou com o apoio da ABIPLA (Associação Brasileira de Produtos de Limpeza e Afins), das Prefeituras e das Secretarias Municipais de Meio Ambiente dos municípios.

“O aumento da capacidade de coleta e reciclagem de resíduos sólidos permite a chegada de um maior volume de materiais recicláveis, o que depende do auxílio de cada morador da cidade. É preciso realizar a separação tanto na cozinha (com embalagens de alimento, vidros e metais), quanto no banheiro, separando-se embalagens de sabonetes, plásticos de xampu e até mesmo tubos de pasta de dente, entre outros. Precisamos conscientizar e alertar a população que as cidades já estão preparadas para destinar corretamente seus resíduos sólidos, mas que, para isso, é preciso a colaboração de todos”, diz João Carlos Basilio, presidente da ABIHPEC.

Abihpec © Copyright 2015 | desenvolvido por